o que é cac

O que é CAC (Custo de Aquisição de Clientes) e como calcular

O que é CAC (Custo de Aquisição de Clientes) e como calcular

Você sabe o que é CAC? Essa é uma das métricas fundamentais para entender como anda a saúde financeira do negócio. Aprenda tudo sobre ela aqui!

 

O que é CAC e como saber se o número está satisfatório? Estas certamente são algumas perguntas que já devem ter rondado a cabeça de muitos empreendedores e profissionais de marketing.

O Custo de Aquisição de Clientes, de fato, é uma das mais relevantes métricas para se ter conhecimento dentro de uma empresa. Ter esse número em mãos pode ser um grande diferencial competitivo para a organização.

Por isso, no artigo de hoje vamos destrinchar o que é o CAC, como é possível fazer sua mensuração e o impacto positivo que isso pode trazer para a empresa. Gostou da proposta? Então, nos acompanhe na leitura!

 

O que é o CAC?

O Custo de Aquisição de Clientes é, como o próprio nome já sugere, quanto uma empresa investe para conquistar um novo cliente.

Para isso, é preciso ter uma compreensão sobre o processo de jornada do cliente e de como o usuário transitou pelo funil de vendas até ser convertido.

Normalmente, esses custos são relacionados aos times de marketing e vendas. Entretanto, podem variar dependendo da organização interna de cada empresa.

Além disso, é necessário ressaltar que cada processo de conversão é único, ou seja: cada cliente tem um custo diferente. Consequentemente, o que o CAC vai apresentar é uma média de valor.

 

Como calcular?

Como dissemos, o CAC consiste na divisão entre o valor investido pela quantidade de novos clientes. Assim, para chegar nesse número, a empresa precisa seguir alguns passos:

 

1. Definir uma periodicidade

A primeira etapa para calcular o Custo de Aquisição de Clientes é definir uma periodicidade. Ou seja, escolher quais serão os períodos de tempo avaliados.

Ele pode ser mensal, trimestral, semestral, etc. Não há uma resposta correta, cada empresa deve encontrar a frequência que mais se enquadra à sua realidade.

Entretanto, é importante que essas avaliações sejam constantes, pois só assim será possível compreender se está havendo ou não uma melhora.

 

2. Somar todos os custos

Definido o período de avaliação e a frequência, é hora de somar tudo o que a empresa investiu em aquisição de clientes nesse intervalo de tempo.

Nessa equação, é preciso colocar:

  • Salários dos colaboradores;
  • Despesas com programas de capacitação;
  • Assinaturas de ferramentas e softwares;
  • Investimento em mídia paga.

Desse modo, considera-se tudo o que foi gasto pensando em atrair novos clientes para o negócio. Esses quatro itens são apenas os mais comuns. Dependendo do tamanho de cada empresa, podem existir uma série de outros elementos.

Além disso, é bastante importante destacar que esses custos devem estar apenas relacionados ao processo de atração e conversão de clientes. Porém, não são os custos totais de uma empresa.

 

3. Contabilizar os novos clientes

Agora que você tem em mãos, também, todo o valor investido para conquistar novos clientes, é hora de saber quanto eles custaram.

Para isso, é preciso saber quantos clientes os canais de marketing e vendas trouxeram durante esse período que está em avaliação.

Por exemplo, se em uma organização de médio porte o investimento é de R$ 20.000,00 mensais para atrair 5 novos clientes, significa que o CAC desse mês foi de R$ 4.000,00.

É importante destacar que esses clientes em questão devem, exclusivamente, ter sido convertidos pela sua equipe. Assim, se alguém decidiu contar com seus serviços por meio da recomendação de terceiros, ele não deve ser contabilizado no CAC.

Dessa maneira, a fórmula é:

  • CAC = investimento total em aquisição / número de clientes convertidos

 

Como saber se o valor do CAC está adequado?

Nas suas análises de métricas, o CAC deve ser comparado com outra sigla: o LTV. O Lifetime Value, ou Valor do Tempo de Vida, é todo o valor que um cliente gasta com sua empresa durante todo o tempo que durar a parceria.

Dessa forma, se você está gastando mais para converter do que recebendo dos consumidores, significa que está existindo um prejuízo.

Exemplificando a situação: se um cliente compra um serviço de assinatura seu por R$ 50,00 ao mês durante cinco meses, o LTV dele é de R$ 250,00. Caso o seu CAC seja superior a esse valor, o seu negócio não está indo bem.

Nesse cenário, o objetivo é sempre trabalhar para diminuir esse custo. Ou seja, quanto menor for o investimento para atrair novos consumidores, maiores são os potenciais de lucro.

 

Qual a importância de conhecer essa métrica?

Conhecer o Custo de Aquisição de Clientes é fundamental para qualquer tipo de negócio, independentemente do seu porte.

Ter essa métrica em mãos significa saber se todo o investimento para atrair novos clientes está tendo os resultados esperados.

Por isso, a partir do momento que existe o conhecimento desse valor, uma empresa consegue:

  • Traçar novas estratégias para atração de clientes;
  • Facilitar seu processo de tomada de decisão;
  • Entender se o negócio está sendo ou não lucrativo.

Além disso, é bastante importante destacar que o CAC não é uma “métrica isolada”. É preciso que exista o conhecimento dos outros números do negócio para que as avaliações façam sentido.

Dessa forma, é possível compará-los e, consequentemente, ter um conhecimento mais amplo sobre os custos e faturamento de uma empresa.

 

Quais estratégias podem reduzir o CAC?

Como ficou claro durante o conteúdo, toda empresa sempre deve trabalhar para reduzir o CAC. Isso significa gastar menos com o processo de conversão de clientes.

Por isso, pensar em estratégias para diminuir esse custo é fundamental para garantir longevidade ao negócio.

Uma delas, por exemplo, é o investimento em Inbound Marketing. Isso significa atrair uma série de potenciais clientes por meio da produção de conteúdo nos canais digitais de uma marca.

Dessa forma, as pessoas procuram uma solução para um problema na internet e encontram um conteúdo da sua empresa ajudando a resolvê-lo. Essa é uma estratégia capaz de atrair um bom volume de leads qualificados.

Além disso, buscar uma integração maior entre os times de vendas e marketing também é imprescindível para diminuir os custos. É preciso que esses dois setores estejam trabalhando de forma totalmente alinhada.

Por isso, sabendo o que é CAC e como calculá-lo, a empresa terá em suas mãos um número vital para expandir suas estratégias de atração de clientes.

Dessa forma, a Leancommerce surge como a plataforma ideal para quem trabalha com e-commerce e busca uma maior clareza quanto aos números. Fale com um de nossos especialistas para entender como podemos lhe ajudar.